A CAMINHO DA ISLÂNDIA

Decidimos ir para Reykjavik por Londres, o que nos proporcionou 6 horas de espera no aeroporto Britânico.

Foi legal pois pegamos um uber e fomos passear por Windsor. O tempo passou rápido e nos divertimos muito!

Aterrissamos na Islândia as 11 h da noite e depois de uma imigração muito fácil e 40 minutos de carro, chegamos ao nosso hotel. Ficamos no Eyja, um hotel novo, eco friendly, localizado a duas quadras do centro, o que é bom pois os Islandenses gostam de balada na rua central, algo que rola madrugada a dentro.

No dia seguinte, fizemos um city tour, experimentamos o melhor hot dog do mundo numa barraquinha no meio da rua e, em seguida, visitamos o Harpa, um centro de convenções e concertos incrível.

islândia o melhor cachorro quente do mundo
O melhor cachorro quente do mundo

 

As paredes do Harpa Islândia
As paredes do Harpa
A arquitetura do prédio, que reluz do porto de Reykjavik, foi um projeto conjunto entre arquitetos Islandeses e Dinamarqueses e um artista plástico que amo, o Olafur. Vale muito a visita.

No final do dia fomos a Blue Lagoon, um lugar bem turístico, mas imperdível. Uma lagoa de águas termais a 40 graus onde a gente se sente nadando nas brumas de Avalon, se é que isso é possível. Durante mais de uma hora, ficamos naquela água quentinha a céu aberto, com o ar congelante de um final de tarde resplandecente batendo no rosto. Depois de um banho bem ajeitadinho, fomos jantar ali mesmo, relaxando após de um dia cheio de novidades e esperando tudo que ainda virá.

viaje-comigo-islandia-blue-lagoon
Blue Lagoon

Volto em breve com mais histórias!

-

Deixe uma Resposta

Seu email não será publicado.

Você pode usar esses HTML tags e artibutos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>