CHEGANDO EM YAZD

Acordamos no trem, que andava sem parar há muito tempo, e a paisagem já era diferente do começo: o verde deu lugar a um deserto sem fim.

Ainda no trajeto, tivemos uma aula superlegal sobre o Corão, facilitando o entendimento dos costumes deste povo. Perto da hora do almoço chegamos finalmente a Yazd, cidade famosa pelo Zoroastrismo, uma religião antiquíssima já que foi a primeira a crer em um deus único. Estamos ansiosas para conhecer o tempo deles amanhã!

Dani Tranchesi Mural Yazd Irã

Almoçamos em um restaurante simples mas gostoso e seguimos para o nosso hotel – sempre parando em lojinhas, é claro! Malas deixadas e saímos novamente rumo a uma academia de ginásticas inteiramente masculina. Assistimos a um treino com cerca de 10 homens que faziam a aula em uma espécie de picadeiro, localizado abaixo da plateia. O local é redondo e cheio de quadros antigos, espelhos e fotos pelas paredes. A ginástica em Yazd usa artifícios que representam materiais bélicos, ou seja, cada objeto usado durante as aulas diz respeito ao arco, clava e os escudos. Foi um programa bem engraçado, por sinal!

Dani Tranchesi Yazd Irã

De lá, passamos em uma doceria típica e depois de experimentar os quitutes deliciosos, seguimos adiante para o bazar da cidade especializado em ouro, nosso último destino do dia antes do jantar no hotel.

This post is also available in: Inglês

-

Deixe uma Resposta

Seu email não será publicado.

Você pode usar esses HTML tags e artibutos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>