DICAS DA JAMAICA POR MA TRANCHESI

Muito além de seus estereótipos, a Jamaica é um país de gente feliz, paisagens deslumbrantes e águas cristalinas.

Este foi o paraíso escolhido pela Ma, que passou 5 noites por lá. O acesso ao país não é difícil: está apenas a 1h30 de voo de Miami. “Fui para Port Antonio, onde me hospedei no hotel Gee Jam, e depois para Oracabessa, onde o escolhido foi o Goldeneye”, contou.

Confira outras dicas sobre o que fazer, onde comer e o que trazer de lembrança.
Ma Tranchesi no Hotel Geejam em Jamaica
Ma Tranchesi no Hotel Geejam
Como foi a locomoção na Jamaica?

Me disseram que as estradas da Jamaica podem ser perigosas e confusas, então optei por contratar um transfer.

Qual o programa imperdível?

Visitar a Frenchman’s Cove, uma praia que se encontra com um rio, localizada a leste de Port Antonio. Voltaria para lá sem dúvidas.

Frenchman's Cove Jamaica Ma Tranchesi
Frenchman’s Cove
O que é indispensável na mala para a Jamaica?

Rasteirinha e chinelo, além de repelente. Tem muito mosquito, mas passando uma vez já ajuda.

Melhor restaurante?

Adorei o café da manhã de ambos os hotéis. Para jantar, o escolhido é o Bizot Bar, na beira da piscina do Goldeneye.

Hotel Goldeneye Ma Tranchesi Jamaica
Hotel Goldeneye

Se tiver tempo, vá a algum restaurante local e experimente o Jerk Chicken, famoso churrasco Jamaicano.

O que trazer de lá?

Rum. Garanto que é incrível!

Uma dica essencial para quem está planejando uma viagem para a Jamaica.

Tomar a vacina de febre amarela. Eu fiquei desesperada quando descobri essa exigência e por sorte, vi que tinha tomado há anos. A vacina não vence mais em 10 anos e agora vale pela vida inteira.

-

Deixe uma Resposta

Seu email não será publicado.

Você pode usar esses HTML tags e artibutos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>