HOJE É DIA DE MARIA

Eu e Bernardino sempre sonhamos em ter um cachorro da raça Bernese.

Na época, ainda não morávamos juntos, então, sempre que pensávamos no cachorro, batia a dúvida: em qual casa ele ficará?

Recebi uma ligação inesperada da minha sobrinha, que havia ganho um peludo, mas não poderia ficar com ele. Havia chegado nossa vez! Era minha Maria, que chegou pequena e mansa, mas cheia de amor.

Escolhi seu nome depois que Bernardino me perguntou como minha filha se chamaria, caso tivesse uma menina. Não titubeei em responder.

 

Maria era uma quase-humana. Andava para lá e para cá comigo e parecia gostar de ter duas casas. Até que, seis meses após sua chegada, fomos todos morar juntos. Nas festas e reuniões em casa, Maria se comportava como uma princesa. Atenta, observava a todos e só faltava tecer comentários.

Hoje é dia de Maria Cachorro Pequenas Histórias

Quando Bernardino ia para o hospital trabalhar, lá estava ela no banco de trás. Ficava quietinha no estacionamento, recebendo mimos dos manobristas enquanto o esperava voltar das consultas. Maria se foi em 2013, aos 11 anos, vítima da temida velhice canina.

Talvez ela não tenha dimensão do quanto me ensinou a amar, mas, com certeza, sabe o quanto a amei.

< HISTÓRIA ANTERIOR                                                                                                       > PRÓXIMA HISTÓRIA

This post is also available in: Inglês

-

Deixe uma Resposta

Seu email não será publicado.

Você pode usar esses HTML tags e artibutos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>