MISTÉRIO DA VIDA – MATERNIDADE

Aos 22 anos, depois de uma briga com minha mãe, tratei de ir morar sozinha.

Eu trabalhava na DPZ, agência de publicidade, e o que era para virar um estágio, acabou em casamento. Conheci o pai do Pedro no trabalho e em um piscar de olhos, sem conseguir descer do trem, organizei um casamento (ou melhor – organizaram pra mim) para 500 pessoas, uma casa, empregada, babás e um bebê. Pacote completo. Nunca me falaram como eu deveria fazer, nem tive muito tempo para aprender, portanto, na dúvida segui as orientações práticas das minhas irmãs mais velhas: festa de casamento apoteótica, enfermeiras, babás e etc. Mas sabia que algo não se encaixava, eu precisava imprimir meu jeito naquilo tudo.

Maternidade Gravidez Dani Tranchesi

Minha mãe mal conseguia me aconselhar, eles eram simples, pouco filosóficos, essa coisa de angústia era coisa de gente da cidade grande. Se existia um problema era preciso combatê-lo – como por exemplo ir até o Embú num sábado resgatar a babá da folga para aplacar o choro interminável do bebê. Foi estranho o início da maternidade, eu tinha pavor de engordar (pronto – assumi), não sabia lidar com todas aquelas transformações no meu corpo e na vida.

Depois de idas e vindas na relação eu me separei, o Pedro tinha 3 anos, e aos poucos fomos achando nosso ritmo. Hoje ele tem 21 anos e é um grande companheiro. Sim, nós filosofamos e eu sou uma mãe capaz de compartilhar as angústias dele. E hoje, com um filho já crescido, aprendi a dar valor a educação e carinho que meus pais me deram. Eles sempre me apoiaram em tudo, e estiveram ao meu lado.  Mesmo sendo do interior e de uma outra geração, não sei o que teria sido de mim sem essa força ao meu lado.

< HISTÓRIA ANTERIOR                                                                                                 PRÓXIMA HISTÓRIA >

This post is also available in: Inglês

-

Deixe uma Resposta

Seu email não será publicado.

Você pode usar esses HTML tags e artibutos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>