O NATAL EM CONCÓRDIA

Morávamos em uma casa enorme em Concórdia, Santa Catarina, e os natais eram momentos especiais para todas as crianças da minha família.

Confesso que esperava ansiosamente pelo Papai Noel – até o dia em que minha prima despejou de uma vez só a inexistência deste ser mágico e da Fada do Dente. Deve ter contado também sobre o coelho da Páscoa, mas disso não me lembro muito bem.

dani-tranchesi-natal-concordia-pequenas-historias-1

infância natal concórdia dani tranchesi criança

Tirando essa parte trágica, a festa de Natal era uma diversão só. Minha mãe escondia os presentes em lugares estratégicos. Ficávamos eu, meus irmãos e todos os amigos esperando pelo bom velhinho. O cardápio era clássico e se estende até hoje: peru, tender, farofa!

Essa época de final de ano me traz boas lembranças da minha doce infância, onde o meu maior problema era caçar os presentes escondidos!

1 comentário
  1. Nossa, que bacana! Assisti a um vídeo da Marcela contigo e fiquei curiosa para visitar seu site. Eu sou de Concórdia e não imaginava que a Sra. fosse da família Fontana. Como a Sra. deve saber, a casa da sua infância foi transformada no Memorial Atílio Fontana – local em que, dentre outras coisas, faz exposições de arte. Quem sabe um dia eu possa ter o prazer de prestigiar uma exposição no MAF com as suas fotos! Um abraço.

Deixe uma Resposta

Seu email não será publicado.

Você pode usar esses HTML tags e artibutos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>