SEJA BEM-VINDA, AURORA BOREAL

A Islândia é um país que te faz até acreditar em duendes, fadas e gnomos.

Além das belezas naturais, a Aurora Boreal (maior “celebridade” islandense, por assim dizer) é algo fascinante e um tanto quanto louco.

O evento acontece quando as partículas de alta energia solar se unem ao campo magnético da Terra e seguem em direção aos polos. Ao chegarem lá, se concentram junto às camadas ainda mais altas da atmosfera, criando o efeito de luz. Tudo começa com alguns raios verdes e avermelhados no céu, que andam de um lado para o outro, como se fossem nuvens que se mexem muito rápido. É uma experiência única!

Aurora Boreal vista no fim do dia Islândia Dani Tranchesi
Aurora vista no fim do dia
O mais importante é pensar na melhor época para ver a Aurora Boreal e ficar atento a lua.

Em épocas de lua nova, a visibilidade não é comprometida. Na cidade, por exemplo, a quantidade de luz artificial pode atrapalhar. Quanto mais longe, melhor!

No primeiro dia que a vi, era fim de tarde e o sol estava se pondo. Já no segundo dia, estávamos dormindo no hotel Ranga, em Hella, quando o telefone tocou pontualmente às 3 h. Era a recepção nos avisando da chegada da Aurora. Saímos correndo, vestimos um supercasaco fornecido pelo hotel e conseguimos chegar a tempo.

Aurora no hotel Ranga Islândia Dani Tranchesi
Aurora no hotel Ranga

Minhas mãos congelaram, pois não consigo fotografar de luva. Mas quem liga para isso diante de tanta beleza?

-

Deixe uma Resposta

Seu email não será publicado.

Você pode usar esses HTML tags e artibutos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>