UM MERGULHO NA ANTIGUIDADE

Acordamos com o trem chegando na estação em um lugar perto de Pasárgada, nosso próximo destino. O dia será dedicada aos mundos antigos!

Pasárgada Irã

Pasárgada é considerada a primeira cidade do mundo, criada por Ciro O Grande. Impossível não me lembrar o tempo todo de Manuel Bandeira dizendo: “Vou me embora pra Pasárgada, lá sou amigo do rei, lá tenho a mulher que quero, na cama que escolherei”. Eu não quero ir embora para Pasárgada. Lá é árido, sem nenhuma árvore e algumas poucas ruínas, mas o túmulo de Ciro está lá, intacto, e a história e ousadia dele impressionam! No caminho para o almoço, paramos na Necrópole onde estão enterrados outros reis como Xerxes e Dário. Esse lugar sim, eu achei incrível. São túmulos construídos no meio de montanhas, em contraste com o céu de um azul sempre intenso.

tabriz2O almoço foi em um lugar bem turístico, mas tinha um espacinho numa sombra onde tivemos uma aula sobre Nietche, que escreveu “Assim falou Zaratustra”. Foi muito legal ouvir essa história, estando tão perto da terra do Zoroastro.

Assim que a aula acabou, lá fomos nós de novo (confesso: com muita preguiça e um calor absurdo) em direção a Persépolis, patrimônio mundial da Unesco. O local é muito famoso e abriga ruínas de uma cidade incrível, fundada por Dário no século VI, feitas de mármore negro e cheias desenhos. Foi um programa e tanto! Ri bastante pensando no maluco do Xá que ali fez, em 1972, uma festa para muitas celebridades mundiais, regada a champagne e comida trazida de Paris, em oito aviões. Bem maluco!

De Persépolis, seguimos para Shiraz, cidade a 55 quilômetros das ruínas e nosso próximo destino.

This post is also available in: Inglês

-

Deixe uma Resposta

Seu email não será publicado.

Você pode usar esses HTML tags e artibutos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>